Canal de atendimento atendimento@medaula.com.br
(31) 3245-5781 (31) 9 8882-9154
Rua Grão Pará, 737 Conjunto: 1101 - 11o andar, BH
CNPJ: 07.254.304/0001-24

BLEFAROPTOSE

19 de março, 2021

O QUE É A BLEFAROPTOSE?
A blefaroptose ou simplesmente ptose é a condição em que a borda da pálpebra superior encontra-se abaixo de sua posição normal em relação ao limbo corneano superior. Na maioria das pessoas a posição normal é 2mm abaixo da borda superior do limbo, ou seja, a margem palpebral encobre 2mm da córnea superiormente. Esta medida serve como regra geral, mas deve ser individualizada para cada caso. Pequenas variações, por exemplo, 1mm para mais ou para menos, podem ser consideradas normais, desde que haja simetria entre os olhos e não seja devido a alguma doença (como uma retração palpebral em oftalmopatia de Graves por exemplo).
A ptose pode acarretar apenas dano estético ou dano funcional as vezes grave, como em ptoses congênitas com obstrução do eixo visual em que a criança pode tornar-se amblíope.

Na maioria das pessoas a posição normal é 2mm abaixo da borda superior do limbo, ou seja, a margem palpebral encobre 2mm da córnea superiormente.

COMO IDENTIFICAR A PTOSE?
A ptose é identificada quando o paciente se queixa de “olho caído” ou quando o próprio médico identifica que há uma queda de uma ou ambas as pálpebras superiores. Essa queda deve ser quantificada para que se chegue ao diagnóstico, bem como deve-se excluir causas de pseudoptose (hipotropia do olho, retração palpebral do olho contralateral, tumores causando efeito de massa, etc).



Quer ficar por dentro de todos os nossos conteúdos?

Enviar um Whatsapp
1
Quer falar com uma consultora?
Olá, como podemos te ajudar?
Powered by